Conteúdo duplicado e remover sites plagiados do WordPress e Blogspot


Uma coisa que todas as pessoas que escrevem na internet, em seus blogs, sites e afins não gostam é da cópia de conteúdo. Existe as pessoas que chegam no site delas e dá um Ctrl+c Ctrl+v, colocam no blog delas e às vezes nem colocam o link da referência no final do post.

Se elas colocassem o link, era uma vantagem para a pessoa que criou o conteúdo e ainda essa pessoa teria que agradecer a ela por isso (se o site dela for de boa reputação, é claro), mas se elas não colocam o link é desvantagem total.

Uma forma de saber se algum site está idêntico ou muito parecido com o seu, é acessando o COPYSCAPE e colocando o link do seu blog lá. Quando ele faz o scam na internet, vai achar os blogs que têm conteúdo idêntico ao seu, ou aqueles que foram modificados, mas que continua parecido.

Outra forma de achar sites parecidos com o seu, é usar o Google Alerts. É só você pegar um texto do seu blog e colocar lá entre aspas (Tem que ser um trecho pequeno. Imagine que a caixa de texto do G. Alerts seja a barra de busca do Google). Sempre que um conteúdo com exatamente aquele trecho for indexado no Google, você receberá um alerta no seu e-mail, mostrando o resultado de busca. Se quiser ser alertado quando um texto parecido indexado, é só colocar sem as aspas.

Uma desvantagem é com relação aos donos de sites de poesias e outros textos que já estão em domínio público. Como têm muitos sites na internet já com esses conteúdo indexados, provavelmente o site do camarada não irá subir nas buscas porque vai dar conteúdo duplicado. O Google vai dar a relevância àquele conteúdo que foi primeiramente indexado. Uma forma de prevenir isso de um sites como esse é o dono colocar os textos que já tem em grande quantidade na internet e comentá-los para que a página não fique muito parecidas com aquelas que já existem.

Voltando aos blogs, se o post do site da pessoa que escreveu originalmente aquele texto ainda não estiver indexado no Google, e o Google indexar primeiro o dela, da pessoa que copiou, quando o seu post for indexado no seu site, ele vai lá para baixo no ranking dos resultados de buscas no Google e no Bing porque você vai ficar como o copiador, você mesmo que criou o conteúdo. Os mecanismos de buscas vão entender que eles foi que escreveram, e não você pois o deles indexou primeiro.

Há uma forma de retirar estes conteúdos replicados do ar no site do camarada. Se o blog do cara que te copiou estiver no Blogspot você pode acessar o link do Google e preencher os dados. O link com certeza vai ser removido, mas o restante do blog vai continuar no ar. Se este site copiou várias páginas do seu site, é bom você fazer a solicitação da maior quantidade de links copiados que você puder fazer, porque quando isso acontece, vai acender uma luzinha vermelha para aquele blog la na equipe do Google e provavelmente o Google pode fazer uma avaliação manual naquele site mais minuciosa, podendo chegar até a remoção de todo o conteúdo do índice. Claro que isto é minha suposição, porque eu não sei como o pessoal do Google trabalha, mas isso eu descobri depois de um tempo trabalhando nesta área, e é assim que os profissionais de SEO (Search Engine Optimization) trabalham, a maioria das coisas são suposição e opinião.

Agora quando um site está hospedado no WordPress, é preciso você ver se ele está no WordPress.com, (que é um serviço semelhante ao Blogspot, criação gratuita de blogs). Se ele estiver neste serviço, você pode acessar o site da DMCA e denunciar o conteúdo. Tenha cuidado de saber se o site está mesmo hospedado no WordPress.com porque também existe sites que baixam o programa no WordPress.org, que já é diferente do WordPress.com. O WordPress.org é o site que disponibiliza o software para download sob a licença GPL (Licença Pública Geral) – GNU (General Public License) onde a pessoa faz o download, contrata um servidor de hospedagem semelhante ao Hostgator e coloca o programa lá. Aí já é o WordPress como o motor do site independente, e então ele não tem nada a ver com isso. Neste programa, ele escolhe um tema gratuito e escreve seus conteúdos, portanto, se o site que copiou for um assim, você vai ter que contatar o provedor de hospedagem que está hospedando aquele site para que ele o retire do ar. Para reconhecer um site que está hospedado no WordPress.com, é que geralmente eles tem o domínio.wordpress.com e o serviço independente é dominio.com ou dominio.com.br, ou qualquer outro (na maioria das vezes).

 

Tem que se atentar também para o país que o site está hospedado usando o Whois Hosting This ou também a extensão do Firefox que, quando instalada, mostra no navegador a bandeira do país que o site está hospedado.

 

Ao clicar, a pessoa pode consultar o IP do servidor e algumas outras informações do site que a pessoa está acessando. As leis em cada país são diferentes, pode haver uma diferença entre as leis daqui e a do país em que o site está hospedado. Nos Estados Unidos, por exemplo, eles tem umas leis mais abertas quanto à liberdade de expressão e pode acontecer de você pedir para que retirem e eles não retirem o site, porque está debaixo das leis daquele país.

 

Para melhores esclarecimentos sobre isso, consulte este post no site do próprio WordPress.

Siga-me no Facebook

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *