Todo mundo é criativo

Confesso que não sou uma pessoa muito criativa, mas entendo como funciona o processo.
Acredito também na teoria de que todo mundo tem criatividade, uns pouca, outros uma dose mais elevada, e o melhor jeito de ser mais criativo é adquirindo informações para o subconsciente ficar “turbinado” e poder digerir essa informação em momento específico.

Muito se vê no Design, pessoas apontando detalhes copiados em projetos de outros designers.
Muita gente copia mesmo, criam um projeto em pedaços de vários outros mas é preciso diferenciar uma cópia de uma inspiração. Esse texto mesmo começou a ser escrito por causa da leitura de um texto da Ligia Fascioni que despertou uma vontade de falar sobre isso, mas nem por isso copiei o texto dela.

Quando uma pessoa precisa criar uma peça gráfica, geralmente ela busca outros projetos para observar os detalhes, ver como foi trabalhado, para depois começar a criar sua própria peça. No dia-a-dia, podemos observar vários detalhes, na televisão, na internet, em revistas, na imaginação que flui através de leituras, e tudo isso é memorizado, mas precisamos de um tempo da nossa semana para “digerir” toda essa informação.

Geralmente quando estamos em nosso momento de lazer, é que temos um estalo perceptual, onde uma idéia se encaixa em outra, ou uma construção de pensamentos é realizada através das informações adquiridas ao longo dos dias. Por isso é bom que tiremos um tempo de nossas vidas regularmente para descansar, seja fazendo um passeio, assistindo um filme, ou qualquer outro tipo de lazer. Pode notar que quando você está sobre pressão, não consegue criar, escrever bem, realizar um trabalho de maneira adequada, só na hora que você vai fazer uma refeição, tomar um banho, dormir em uma cama confortável (que relaxa gera sensação de bem-estar) é que você consegue colocar os seus pensamentos em ordem e ter idéias.

Ande sempre com canetas e papéis por perto para anotar alguma informação importante quando você estiver em um momento inesperado. Não confie na sua memória e evite a frustração de não se lembrar de algo importante mais na frente.

Claro que hoje em dia com a tecnologia avançada, temos celulares, notebook e outros aparelhos portáteis para nos ajudar a guardar essas informações, mas nada substitui um papel e uma caneta. É mais prático, demora menos para puxar do bolso ou da bolsa, nunca acaba a bateria e você pode guardar em qualquer lugar.

Vou continuar tentando ser criativo. Por enquanto é isso e até a próxima.

Siga-me no Facebook

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *