Red Bull – Bebidas energéticas – Um breve histórico

A história do Red bull inicia-se a 26 anos atrás quando o empresário austríaco Dietrich Mateschitz fez uma viagem de negócios à Tailândia. Estando neste país asiático, Mateschitz começou a sofrer de uma doença chamada Jet Leg, ocasionada pela diferença nos fusos horários quando viaja-se de avião. Começou a jornada em busca de remédios pra mal estar e numa tentativa de se estabelecer no local ou até de familiarizar-se, comprou e tomou uma bebida chamada Krating Daeng, um composto líquido que continha doses de cafeína e taurina. A bebida não só curou do mal-estar, mas também o fez olhar para o sucesso que ela fazia no local.   Red bull lata  Mateschitz levou amostras da bebida tailandesa à Áustria e começou a vender sua própria bebida. Contratou uma empresa que fabrica latas e escolheu um formato que se diferenciasse das outras. Uma lata pequena e com cores azul e prata. partir dos anos 80 começou a árdua tarefa para conseguir autorização para comercializar o produto pois tratava-se de uma composição desconhecida e com doses elevadas de cafeína, três vezes maior de que um refrigerante comum. A bebida ficou sendo analisada por departamentos especializados e só depois de três anos (em 1987) ela foi legalizada e definida como «Composto líquido pronto para consumo à base de taurina». Em 1992 a Redbull conquistou seu primeiro mercado estrangeiro, na Hungria. Hoje a empresa é comercializada em mais de 140 países com faturamento anual de 21 bilhões de euros e 3 bilhões de latas, anualmente. O poder de venda do Redbull encontra-se no investimento pesado em marketing que Mateschitz faz. Cerca de 35% do que é faturado pela empresa é empregado em campanhas de marketing. Outro ramo de investimento é no esporte. A definição de público alvo é de jovens em aventuras radicais. Em uma lata de 250 ml de Red bull contém 20 gramas de açúcar, 1000 mg de taurina, 600 mg de glucuronolactona, 80 mg de cafeína e vitaminas do complexo B. A taurina: É um aminoácido essencial que ocorre naturalmente no corpo humano. Quando o corpo é submetidos a esforços físicos, situação de estresse, ela é eliminada do corpo em grande quantidade e o organismo não consegue repô-las em quantidades suficientes. Ela está ligada a importantes funções do corpo humano e atua como antioxidante. Estudos em universidades de engenharia de alimentos demonstram que a suplementação oral desta substância aumenta significativamente a frequência cardíaca após uma sobrecarga física. Cafeína: Conhecida por melhorar a velocidade de reação, a concentração e o estado de alerta, está presente em vários alimentos como café, chá, ou chocolate. Uma lata de Red bull contém aproximadamente a quantidade equivalente a uma xícara de café. Sacarose-Açúcar-carboidratos: Nestas bebidas são encontradas grandes quantidades de sacarose. Por isso é denominada «bebida energizante» pois tem grande concentração de açúcar. Vitaminas do complexo B: Desempenham papel importante no metabolismo da energia e auxiliam no desempenho físico e mental. São solúveis em água. Vale ressaltar que somente a combinação dessas vitaminas com uma alimentação rica e balanceada é possível a obtenção de todas as vitaminas necessárias para o organismo. Glucoronalactona: É um carboidrato presente em vários alimentos como cereais e vinho tinto. Ela está envolvida em processos de desintoxicação no organismo. Age como desintoxicante, diminuindo o cansaço físico e melhorando a performance.

——————————

O texto acima foi retirado do meu trabalho de metodologia de projeto que fiz em 2010. Resolvi postar para ajudar alguém para algum trabalho. As referências estão no final do arquivos pdf.

Siga-me no Facebook

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *