Formatos de papéis de acordo com o ISO – Como cortar o A0

Muita gente se atrapalha quando vai medir o peso ou a gramatura de um papel.
A gramatura de um papel ou de um suporte influencia na sensação que o leitor terá ao segurar um panfleto, papel, livro ou outro produto gráfico. Mas estamos falando de sensação, não de peso. Para um material de propaganda sólido, para passar solidez na publicação, devemos usar papéis de gramaturas mais espessas, mais grossas. Já para materiais leves, delicado, devemos usar um papel de gramatura mais fina.
Papéis de gramatura fina, geralmente têm um peso menor do que papéis de gramaturas mais espessas, mais grossa, mas há tipos de papéis que foram desenvolvidos especialmente para aumentar o volume de uma publicação, sem aumentar o peso dela. Cabe ao executor do projeto escolher na hora da compra (e pagar mais por isso, claro).

De acordo com o sistema de papel ISO:

  • Medida de peso x Área utilizada
  • Uma folha A0 tem uma área de 1m²

Mas o que eu quero expor aqui é como podemos cortar uma folha de A0 para obter os tamanhos de todos os papéis. Para dividirmos e obtermos estes formatos de papéis utilizados aqui no Brasil e em grande parte do mundo (Exceto nos EUA e Canadá) faremos o procedimento a seguir:

Preste atenção:

– Faremos isto baseado na largura e altura da raiz quadrada de dois (1:1,4142).
– Um diferencia do outro no fator de 1/2 (meio).
– Observe a linha reta (guia nosso em laranja) traçada de uma ponta a outra.
– Note que se o papel A0 tem a área de 1 metro quadrado, de acordo com as regras de formatos de papel ISO, então a área de todo o retângulo na vertical será equivalente a de duas vezes a área de A0.

 

1. Primeiro desenhamos um quadrado perfeito que vai representar o A0. Depois replicamos e colocamos um abaixo do outro para ter um retângulo na vertical.

2.

3. Traçamos a linha-guia de uma parte à outra.

4. E na metade dessa linha imaginária, traçamos uma reta na vertical no quadrado de baixo.

5. O retângulo do lado direito, dividimos ao meio.

6. E traçamos uma reta novamente de cima para baixo, na junção da linha imaginária com o lado do quadrado.

7. Repetimos o processo…

8. …mais uma vez…

9. …e outra vez…

10. …até que se forme os nove papéis.

11. E agora os nomeamos.

Siga-me no Facebook

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *